Sementes

by A Ferramenta

/
  • Streaming + Download

     

1.
2.
02:00
3.
4.
02:20
5.
00:55
6.
7.
01:59
8.
9.
04:08

about

A Ferramenta é: Alonzo Chaska (Voz), Guilherme Haddad (Guitarra), Régis Muñoz (Bateria) e Raphael “Clasher” (Baixo).

A Ferramenta – Sementes (2016)
Gravado em sistema analógico no estúdio New Old School em julho de 2014
Mixagem e masterização digital em 2015/2016 por Danilo Silva
Formato digital/2016
CD/LP/K7: em andamento
Artes/Encarte: Nozomi Arisawa
Todas as músicas, bases e letras são de autoria da banda A Ferramenta, com exceção de "Barricadas" composta por Ritchie e A Ferramenta, e “Quanto vale a liberdade”, clássico da banda Cólera escrito pelo mestre Redson Pozzi, in memorian (1962 - 2011).

credits

released September 1, 2016

Agradecimentos

Um beijo especial para nossos pais, irmões e familiares: Gil, Mara, Alceu, Rozane, Victor, Nedda, Vanessa, Manolete, Antonio, Regina e Tati Munhoz. Um salve para os camaradas, coletivos e bandas que nos apoiaram e nos apoiam nesta trajetória, e na luta militante cotidiana, especialmente a turma do CATSO (Coletivo Autônomo dos Trabalhadores Sociais) e do Coletivo Okupalco – que nos fizeram convites para apresentações e construíram nossa história junto conosco. Não poderia deixar de mencionar: Nozomi Arisawa, Caroline Yamasaki, Marta Almeida, Vlademir Gonzales, JP Carvalho, Toninha Carvalho, Bruno Di Turi, Darlene Carvalho, Gerson Tatu Camera, Pedro Rocha, Dio Pinheiro, Denis Pinto, Vanessa Joda, Carlão De La Parra, Nevinha, Coletivo Desconstrução, Bruno e Cris Caccavelli, Paulo Uzander, André Sobreira, Léo Lanorce, Reinaldo Gomes, Kelly Holanda, Arão Nunes, José Batista Magrão, Péricles Salyn, Panda Reis, Ricardo Ernesto, Edi Roque, Vinícius Baldo, Guilherme Veri, Fernando Konesuk, Caballero Becerra, Zé Luís da Costa Silva, Tiozão do Slayer (gênio), Adriano Vasconcelos, Alexandre Correa, Felipe Sunaitis, Ricardo Matos Ritchie, Marcelo Corujão, Daniel Teodoro, Rodrigo Montorso, Junior Sandoli, Cesinha Santisteban, Antonio Carlos Oliveira, Robson Silvestri, Valter Martins, Vania Vaz, Ancelmo Schorner, Hélio Sochodolak, Beatriz Anselmo Olinto, Fernando Abreu (e toda a rapa do Pé Sujus), Renatinho Cabeleira Alegria da Galera, Sema, Marcos McKoy, Tato Cannigia, Danilo Mandioca, Mayara Vivian, Caróu Dickinson, Monique Félix, Pedro Brandão, Gustavo Knup, Erick Costa, Dukka, Paulo Escobar, Marcus Gonzalez e Carolzinha, Filipe Ratão, Ricardo Lucarelli, Fried, Andrézin, Lennon Jaguar, Gabriel Sossai, Fernando Toro, Alex Mirkhan, Fê Russo, Bruno Casalotti, toda a rapa do Diarréia Brutal e o mestre Punky Steve. Yekun, Voltera, Neurônios Alucinados, Lanorces, Inesperado, O Gosto do Nojo, Dose Letal, Rádio Jacaré (Vitinho Souza), Licor de Chorume, Projeto Subterrâneo, Heitor e Morfeus Club, Nada Pop, Cambones, A Lanterna, Resistência Fest, Graja Rock Fest, Risco Urbano, Alienados e Mortos, Desacato Civil, Asfixia Social, Rota 54, César e Mariana do Espaço Walden. Adriano, Luciano e Lia Gagliano, Bobe y Papito Opazo, Rafael Chioatto, Samara Takashiro, Bruna Pessoa, Adriana Albuquerque, Tatiana Waldman, Lays Ushirobira, Aline Maciel, Renan Martins e Ivy Kawakami, Kel Fukuda, Paulo Ueno e Tiago Padilha (Projeto Trator), Lika Miyuki, Natália Schultz, Rafael Rodrigo, Marcos Maia, Miguel Dores, Cristina de Branco, Eloísa Torrão, Luara e Marília Carvalho, Zé almeida, Allan, Anelise Csapo, Pamela Maria, Eduardo Boka, Thailiny Cruz, Isabela Morais, Sidão Soares, Fer Gambirazi, Ivon Ciuffa, Ana Teixeira, Juliana Soares, Eduardo Palazzo, Quinho e Paulo Júnior, Eduardo Parlamento, Roberto Kanella, Vingança '83, Velhos Boêmios, ìtalo Hound, Neto Alves, Danilo Cunha, Felipe Roman, Rosanegra ADF (VAMO ROSA!), Pablo e Questions, Renata Passos, Evandro Maciel, Potira Ventura, Douglas Teixeira, Ana Salas, Ana Solano, Fábio Silveira, Alessandro Narimatsu, Guilherme Haddad, Marcelo Briones, Marcelo Papa, Márcio Duarte, Roberto Della Santa, Carolina Zorzi, Bruna Barbosa, Débora Saraiva, Serginho Rossi, Regina Pichuru, Glauber Castro, Thais Sguillaro, Fepa Santander, Mavica, André Baiano, Murilo Peretti, Rodrigo Stradiotto, Tibério Querido, Carla muñoz, Rodrigo Hernández Ruiz y Pame (Par de enfermos). Estúdio Atalaia, Alkymenia, Butanclan, Die Posers Die, Casa Mafalda, Autônomos FC (FORÇA AUTO!), Bar do Arão, SküllCrüsher, Perturba, Penhasco, Blues Drive Monster, Desobediência Sonora, Frequência da Mata, Heavy Metal Breakdown, Revista Collapse Underground Art, Espaço Povo Forte, Extremo Leste Cartel, Ktarse, Última Classe, Danilovers, Revista Lebre, O Grande Ogro, Isis Rock Bar, Subúrbio Records, Vertável, A Rebordosa, Infección Necrotizante, Coletivo Preto Vermelho e Subversivo - Antifascista, Coletivo Okupalco, Correio da Cidadania, Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, Enlace Zapatista - EZLN, APP Sindicato, Movimento Passe Livre e todos os estudantes que ocuparam escolas de 2015 pra cá. Um Salve para o Danilo Silva que deu toda atenção aos sons para que tivessem a qualidade atual, para o Sindicato dos bancários que ajudou em alguns corres, Alex Marangoni e todos os outros camaradas: vocês todos nos representam. Um salve especial a todos por materializar mais esta utopia, e por correr junto sempre. Derrubai-vos os muros, e rompei-vos com as cercas do mundo.

tags

license

about

A Ferramenta São Paulo, Brazil

A Ferramenta é uma banda originária da periferia suburbana da grande São Paulo, desde 2011.

Em maio de 2012 é lançado o primeiro registro, o EP 'Anos de chumbo: nossos corpos e mentes permanecem contaminados'.

Em 2014, a banda grava seu primeiro álbum completo, intitulado 'Sementes'. Após um período de atividades intensas, o disco finalmente foi disponibilizado para download gratuito em 2016.
... more

contact / help

Contact A Ferramenta

Streaming and
Download help

Track Name: Prelúdio - A Ferramenta
Quem foi que disse que tudo que disseram é do jeito que é?
Tudo o que você quer... não é o que você precisa!
Tudo o que você precisa... não é o que você quer!
Track Name: Estátuas
Paralisado em movimento
Imobilizado o meu pensamento
Calado o meu comportamento
Cidade em silenciamento

Isso explica muita coisa
Estátuas de cimento
Sem valor pra ser monumento

Cidade em silenciamento
Calado o mau comportamento
Imobilizado o meu pensamento
Paralisado em movimento

Isso complica muita coisa
Track Name: Um passo adiante
Um passo atrás do outro, em uma direção
Se obstruem o caminho, vamos pela contramão

Vem você também lutar, também brigar, reivindicar

Um passo atrás do outro, se obstruem meu caminho
A raiva me alimento, não estamos sozinhos
Um passo adiante, sem mais obrigação
Temos nossos direitos, somos sua negação

Vem você também lutar, também brigar, reivindicar

Contra sua opressão, nós somos sua negação
Contra sua repressão, nós somos sua negação

Sua negação!
Track Name: O Fardo
All cops are bastards

Esse é a forma
A forma que te consome
Essa farda
É a farda que te consome

Matando inocentes
Batendo em inocentes
Só pra poder honrar
A farda que é seu fardo

Ditadura do capital
A serviço do capital
Ditadura do capital
A serviço do capital

All cops are bastards
Track Name: Los 43
La rabia es semilla
Que se entierra y crece
Sembra la revuelta
Que nuestra muerte riega

Que los vientos de justicia
Y Libertad
Sembren a cada día
Nuevas semillas
Semillas de rabia
Sembrando La esperanza
Semillas de rabia
Tierra y libertad

Que los vientos de esperanza
Y libertad
Sembren La justicia
Tierra y libertad
Track Name: Ritos Litúrgicos
Tomai todos e bebei
Esse aqui é o meu sangue
Tomai todos e comei
Esse aqui é o meu corpo

Tomai todos e bebei
Esse é meu sangue o meu corpo
Tomai todos e comei
Eis aí o ópio do povo

Eis aí o ópio do povo
Track Name: Barricadas
Rosto coberto, o sangue derramado
A luta segue pelo mesmo ideal
Nós somos filhos dos torturados
Que vocês não conseguiram matar

Bala de borracha, gás lacrimogênio
Spray de pimenta, na base da porrada
Jato, jato de água

Dano ao patrimônio
Crime incendiário
Formação de quadrilha
Vandalismo e desacato

Nas barricadas vamos insistir
Sem recuo não iremos desistir
Violenta é sua forma de punir
Proibindo meu direito de resistir
Track Name: Quanto vale a liberdade? (Cólera)
Cólera!